fbpx

Investimento em tecnologia nas instituições de ensino a hora é agora!

Investimento em tecnologia nas instituições de ensino a hora é agora!

Com todas as mudanças provocadas pela pandemia da COVID-19 no setor da Educação, aparelhagem tecnológica e digital, novas formas de ensinar, uma “revolução” em caráter de emergência e que definitivamente não tem mais via de retorno, investir em tecnologia já faz parte da realidade.

Planejamento e previsão orçamentária da instituição para as novas tecnologias, quer seja aquisição ou atualização do aparato já existente, doravante deverá compor a estratégia do segmento educacional.

Leia também
Tabus, mitos e paradigmas rompidos na educação.

Cada vez mais, as novas formas de ensino e aprendizagem baseadas em tecnologias, disponibilização de conteúdos digitais, comunicação das instituições de ensino com seus alunos e responsáveis, estão e estarão amplamente digitalizadas. Ninguém poderá ficar à parte desse novo mundo digital que acelerou a sua entrada na educação.

Os estados do Paraná e São Paulo fizeram investimentos substanciais no mundo digital por meio de suas respectivas secretarias de Estado da Educação e os orçamentos em tecnologia chegaram a quase 1,6 bilhão para 2021.  

O mix de investimentos do PR. – O setor Público remanejou seus orçamentos da Educação, dando o pulo de crescimento que não realizou na última década. Mesmo sem fazer comparações com o setor privado, que já estava atento às tendências da digitalização do ensino, os governos começam a entender que tecnologia precisa de acesso democratizado para o século XXI, sem ser visto como luxo e sim, necessidade.

De acordo com a Secretaria de Estado da Educação e do Esporte do PR, R$ 59 milhões foram destinados à tecnologia, com suplementação de R$ 30 mi, para investimentos em pontos de wi-fi nas escolas. Os produtos da multiplataforma Aula Paraná, que incluem aulas transmitidas pelo Youtube e outros aplicativos, continuam ativos, além de parcerias com outras ferramentas digitais; a opção pelo modelo híbrido também foi adotada, e o acesso ao 3G e 4G de forma gratuita será fornecida em todo o Estado.

Leia também
Erros e acertos da aprendizagem digital e presencial.

Há também o Redação Paraná, programa dotado de inteligência artificial, baseado em mais de 2,5 mil regras de linguagem, que faz análise de texto e sinaliza em tempo real os erros de gramática, ortografia, pontuação, contração, redundância, semântica e sintaxe. Enfim, ampliando a visão de aprendizado de forma presencial, remota que deve se consolidar de forma definitiva.

Conecta –   Em São Paulo, o pacote de tecnologia na Educação das escolas públicas foi de R$ 1,5 bilhão com o programa Conecta, que inclui compra de notebooks, wi-fi, estabilizadores, TV e equipamentos para melhorar o ensino à distância.

“A gente tem avançado muito olhando para a frente, não dá para tirar o direito de nossas crianças crescerem conhecendo a tecnologia”.

Secretário da Educação de São Paulo, Rossieli Soares.

Esses exemplos mostram o novo olhar para a Educação, empreendendo de forma responsável em novas tecnologias na forma de ensinar. Por isso, investimento e planejamento financeiro das instituições de ensino para a tecnologia, não tem mais papel supérfluo ou secundário é fundamental e dentro das prioridades da gestão educacional.

Matheus Soluções – Sistemas de Gestão Escolar, há 20 anos oferecendo a solução completa para a gestão de instituições de ensino, com sistemas integrados e flexíveis para atender às suas necessidades. Conheça o Sistema Matheus EAD – NOTA MÁXIMA na avaliação do MEC e o aplicativo # Class que coloca a comunicação da sua escola na ponta dos dedos.

Sem comentários

Postar Comentário