Dicas para reduzir a inadimplência das Instituições de Ensino

3 dicas para reduzir a inadimplência nas Instituições de Ensino

Dicas para reduzir a inadimplência das Instituições de Ensino

A inadimplência nas Instituições de Ensino (IE) é um problema que ganhou proporções preocupantes nos últimos anos em todo o país. As principais questões que permeiam os motivos da inadimplência dizem respeito ao momento atual que o Brasil vive, de recuo financeiro, crise econômica, inflação, desemprego e corte de recursos do Fies (Fundo de Financiamento Estudantil) – que afetou diretamente muitos estudantes, tornando-se um fator extremamente relevante, além da queda de novos contratos (matrículas)Outros aspectos que também afetam os atrasos no pagamento são: o esquecimento dos responsáveis; problemas de entrega de boletos e utilização de meios eletrônicos de cobrança, sem as devidas medidas preventivas de controle.

De acordo com a 10ª Pesquisa de Inadimplência da Semesp (Sindicato das Mantenedoras de Ensino Superior), o aumento da inadimplência no ensino superior foi de 12,9% em 2015, em relação ao ano anterior. Esses dados referem-se às mensalidades atrasadas por mais de 90 dias.

Para reduzir esse problema, é necessário que as Instituições de Ensino adotem alguns procedimentos que podem auxiliar, ou mesmo evitar a ocorrência da inadimplênciaA prevenção é um deles. Evitar que o problema ocorra, adotando medidas que se antecipem a esse tipo de situação.

1 – Lembretes

É essencial notificar os responsáveis dos atrasos referentes aos pagamentos. A maioria dos boletos são enviados pelos correios e é comum as pessoas esquecerem de pagar em dia. Caso isso ocorra, considere reenviar o boleto já com a data da nova validade e o valor reajusto, incluindo os juros. Isso evita que o problema perdure por mais tempo e o pagamento caia, definitivamente, no esquecimento. Se o problema reside na entrega dos boletos, avalie a possibilidade de incluir o pagamento de outras maneiras, como o envio de um boleto online para que possam ser impressos pelos responsáveis e, em alguns casos, com disparos de mensagens eletrônicas, informando que o boleto se encontra disponível em determinado canal da Instituição de Ensino.

2 – Bonificação e Renegociação

Caso o problema de atraso seja recorrente, ofereça descontos até uma data estipulada para a realização do pagamento em dia. É menos prejudicial perder uma parte do valor do que ele inteiro. Se o problema perdurar por muito tempo e a dívida chegar a um valor maior, procure a negociação. Converse com o devedor para juntos encontrarem uma solução na renegociação, como: parcelamento em cheque e cartão de crédito, concessão de novos prazos, descontos para liquidação do valor total da dívida ou, ainda, oferta de linhas de financiamento através de parcerias com instituições financeiras. Algumas escolas têm dedicado especial atenção à negociação de inadimplência, capacitando e treinando pessoas que irão atuar especificamente nessa área, sabedores da importância da manutenção do aluno na instituição, pois a simples perda dele não recupera o investimento ocorrido pelas partes (estudante e escola), e a recuperação de um “cliente” é importante.

3 – Controle Financeiro

O dia a dia de uma Instituição de Ensino envolve seus gestores em muitas tarefas, e o setor financeiro requer uma atenção especial, caso contrário, podem ocorrer falhas nessa área que é vital para a saúde do negócio da IE. Procedimentos de controle financeiro, como, por exemplo: controle e fluxo de caixa; planejamento financeiro, controle de contas a receber e a pagar; controle de inadimplência e plano orçamentário anual, são pontos de extrema importância para que a Instituição de Ensino alcance seus objetivos empresariais. A adoção de software de gestão acadêmica, que auxiliem no monitoramento, gestão e controle das informações financeiras, permite uma segurança e maior tranquilidade aos gestores, para que possam dispor de mais tempo a outras atividades estratégicas da instituição.

Matheus Soluções – Sistemas de Gestão Escolar – disponibiliza ao mercado do ensino, soluções e ferramentas que podem auxiliar as escolas na melhoria de seus processos e no gerenciamento de informações, incluindo um completo sistema de gestão financeira, controle de cobranças e inadimplência.

Sem comentários

Postar Comentário