As novas formas de estudar: o que é o ensino híbrido?

Com toda essa tecnologia disponível no mundo, muito tem se falado sobre o ensino híbrido. Porém, como as insituições de ensino utilizam essa forma de ensino e qual seu grande diferencial? Essa forma de ensino é um tipo de sistema educacional que mistura as aulas presenciais – offline – e as aulas online. Essa modalidade vem crescendo muito nos últimos anos, devido a rotina estar cada vez mais agitada e da crescente necessidade de especialização e contínua busca por conhecimento. 

As novas formas de estudar: o que é o ensino híbrido?

Com toda tecnologia disponível atualmente e necessidade de mudanças do modelo de ensino tradicional, muito tem se falado sobre o ensino híbrido. Porém, como as instituições de ensino podem utilizar essa forma de ensino e obter bons resultados de aprendizagem?

A modalidade de aprendizagem híbrida, o blended learning ou b-learning é uma metodologia de ensino que combina práticas do ensino presencial e do ensino a distância, com o objetivo de melhorar o desempenho dos alunos em ambos os formatos. A modalidade tem atraído muitos adeptos, pois além de propiciar a integração entre metodologias de ensino, tecnologia e pessoas, possibilita módulos de aprendizagem no tempo e velocidade dos estudantes.

Onde surgiu?

Muitos pensam que é um novo modelo de ensinar, porém não é bem assim. O modelo surgiu como teoria na metade da década de 1990, nos EUA. Em 2002, grupos de estudos financiados por universidades resolveram tirar a ideia do papel.  Estruturaram projetos sérios, acadêmicos e baseados em teorias científicas. A partir desses estudos, foi possível concretizar o método, que está difundido em todo o mundo.

Diferenciais

Para o blended learning ou ensino híbrido, ocorrer efetivamente, não basta apenas um material didático voltado para o uso das tecnologias. Os agendamentos das aulas presenciais, os níveis de orientação e o envolvimento de professores e alunos são fatores determinantes para o efetivo funcionamento da metodologia e obtenção de resultados satisfatórios de aprendizagem.

Outro diferencial do ensino híbrido é a necessidade de projetos. Por exemplo, um aluno do ensino médio que estuda em uma escola que utiliza a metodologia, todos os projetos que ele desenvolver, devem estar relacionados com a sua realidade. Ou seja, traz a química, a física e até a filosofia para muito perto do cotidiano. Essa aproximação pode ser por meio de pesquisas de campo, levantamento de dados em diferentes fontes, grupos de estudo com outros alunos, ou até professores, ou entrevistas pela internet com pessoas de outros países. No final, o projeto não é só mais um “trabalho de escola”, ele se transforma em algo que realmente poderia ser usado para a sociedade.

O ensino blended deve ocorrer de uma maneira natural, a ponto que o aluno não perceba a divisão entre a aula, ou o projeto, online ou presencial. Os projetos e lições são adicionados a diversas plataformas, ajudando o aluno a compartilhar seu trabalho e incentivar um ambiente de ensino criativo e inovador. Criando, assim, estudantes do mundo e não de uma escola.

A Matheus Soluções Sistemas de Gestão Escolar – disponibiliza ao mercado de ensino, soluções e ferramentas que podem auxiliar as escolas na melhoria de seus processos de aprendizagem, na gestão de informações e na inclusão de novas tecnologias de ensino em sala de aula. Conheça também o Sistema Matheus EAD – Ensino a Distância.

Sem comentários

Postar Comentário

Infográfico grátis

5 MELHORES DICAS para SUPERAR a concorrência e CAPTAR mais alunos
Baixar agora
close-link